terça-feira, 29 de julho de 2014

"Loucos por Jesus"

Flávio Azevedo 
Ginásio Antônio Figueiredo lotado para receber o Seminário “Loucos por Jesus”, no último domingo (27/07), no Rio Bonito Atlético Clube. Ao ver minha publicação sobre o evento, alguém me pergunta in box: “ué, depois do que você escreveu sobre a Marcha Para Jesus, eu pensei que você iria criticar esse evento".

Bem, diante desse pensamento equivocado, eu acho interessante dar novo esclarecimento sobre a minha posição a respeito de eventos promovidos pelo segmento gospel:

1 – Nada tenho contra os evangélicos. Aliás, eu também sou evangélico;

2 – Nada tenho contra a Marcha Para Jesus, que tenha todos os dias, não financiada com o dinheiro público;

3 – O evento que recebeu o pastor Lucinho foi cobrado (R$ 20,00) o ingresso, mas as pessoas pagaram para entrar e custear a programação, que não foi custeada com dinheiro dos cofres públicos;

4 – Que bom seria se nós pudéssemos subvencionar eventos religiosos, que realmente, aos olhos da moral, é mais decente que o Carnaval. Entretanto, o artigo 19 da Constituição Brasileira proíbe subvencionar o que é relacionado à religião, não fala nada de Carnaval ou eventos culturais e esportivos;

5 – A Constituição tem esse artigo, porque o Estado, graça a Deus, é laico. Aliás, não fosse o Estado laico, ia ter evangélico querendo me colocar na fogueira da inquisição, querendo me decapitar ou me jogar às feras, somente porque eu discordei da forma como foi feita a Marcha Para Jesus;

6 – Os vereadores, líderes religiosos e qualquer outro brasileiro, que discordam desse importante artigo (19) da Constituição Brasileira, que se candidatem ao Senado Federal ou Congresso Nacional, e façam uma “emenda supressiva ou modificativa” nesse artigo.

No mais, parabéns aos organizadores do seminário "Loucos Por Jesus" e o meu cumprimento especial ao glorioso Jonatas Teixeira, que se empenhou bastante para que ele acontecesse. Legal ver um rapaz tão jovem e tão dedicado às coisas de Deus. Que Papai do Céu o conserve assim! E que outros aprendam como é que se promove "Jesus" sem um centavo de recurso público.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Roubo de carga na BR – 101 em Imbaú/SJ

Flávio Azevedo 
O roubo de carga, um dos crimes mais comuns da Região, voltou a acontecer na madrugada dessa terça-feira (22/07). O motorista de um caminhão que fazia o transporte de salmão teve o seu veículo roubado quando parou num posto de combustíveis no Km 242, na altura de Imbaú, em Silva Jardim. Segundo o registro policial, o motorista foi rendido por dois homens armados.

Os bandidos agiram com o mesmo modus operandi que tem sido registrado por outras vítimas. Depois de ser rendido ele foi levado pelos marginais junto com o caminhão e toda carga. Quilômetros adiante o motorista foi deixado num matagal às margens da BR – 101. A polícia confirmou que a carga estava segurada. O valor do roubo não foi informado.

Muitos casos na BR – 101

Na reunião do Conselho Comunitário de Segurança (CCS), do último dia 16 de julho, o comandante da 3ª CIA da Polícia Militar de Rio Bonito, Anderson Sodré, falou sobre os roubos de veículos em Rio Bonito. De acordo com ele, cerca de 50% dos casos são roubos que acontece na BR – 101, que por ser uma rodovia federal, não está sob a jurisdição da Polícia Militar.
– Dos últimos 37 casos de roubo de veículos, mais da metade disso aconteceu na BR – 101, onde acontece muito roubo de carga e do caminhão. Esses números acabam figurando em nossas estatísticas, mas nós não temos o que fazer, porque a jurisdição dessa área é da Polícia Rodoviária Federal – lembrou Sodré, acrescentando que das metas estipuladas para a 3ª CIA, apenas essa não foi cumprida, “porque muitos desses roubos acontecem fora do nosso raio de ação”.

As demais metas alcançadas foram a de homicídio e roubo a transeunte.

Dez presos em operação do 35º BPM

Flávio Azevedo 
A polícia segue trabalhando. Duas operações realizadas por homens do 35º BPM resultou na prisão de seis homens e quatro menores. A ação aconteceu na madrugada desta terça-feira (22/07). A primeira prisão foi em Itambi, no 3º Distrito de Itaboraí, onde quatro homens foram presos e dois menores foram apreendidos. A operação foi executada por homens do Serviço Reservado (P2). Com eles, a polícia encontrou duas pistolas calibre 380 e grande quantidade de drogas.

Em outra ação dos policiais, em Manilha, dois homens foram presos e dois menores foram apreendidos. Eles estavam com um revólver, calibre 38, e um veículo roubado. O quarteto é suspeito de ser responsável por assaltos em pontos de ônibus da região.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Aplicação de dinheiro público em prédio religioso pode tirar César Maia da corrida pelo senado

Flávio Azevedo 
O ex-prefeito da cidade do Rio de Janeiro, César Maia.
Agora escuta essa! A Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (PRE/RJ) impugnou o registro da candidatura ao senado do ex-prefeito do Rio e atual vereador César Maia (DEM). O entendimento é que ele cometeu improbidade administrativa. De acordo com a sentença, em seu último mandato como prefeito, César Maia usou dinheiro público para construir uma igreja em Santa Cruz, na zona oeste do Rio. Com a condenação, ele perdeu os direitos políticos por cinco anos. A decisão é passível de recurso.

Nas últimas semanas, o assunto em debate foi a Marcha Para Jesus de Rio Bonito. A Prefeitura local estava prontinha para subvencionar o evento com R$ 60 mil. Pensando nesse e em outros fatores, eu escrevi um texto sobre o assunto, comentando, inclusive o artigo 19 da Constituição Federal (1988) que diz assim: “É VEDADO À UNIÃO, AOS ESTADOS, AO DISTRITO FEDERAL E AOS MUNICÍPIOS: - ESTABELECER CULTOS RELIGIOSOS OU IGREJAS, SUBVENCIONÁ-LOS, EMBARAÇAR-LHES O FUNCIONAMENTO OU MANTER COM ELES OU SEUS REPRESENTANTES RELAÇÕES DE DEPENDÊNCIA OU ALIANÇA, RESSALVADA, NA FORMA DA LEI, A COLABORAÇÃO DE INTERESSE PÚBLICO”.

Será que é tão difícil entender que eu não tenho nada contra as igrejas e denominações? Será que é tão difícil entender que eu estava dando uma orientação que já havia, inclusive, sido reiterada pela Procuradoria Geral do Município? Esqueceram que desde a gestão do prefeito anterior a Procuradoria tenta fazer o chefe do poder Executivo entender que esse tipo de ação é inconstitucional? Será que realmente é preciso gastar R$ 60 mil numa Marcha Para Jesus?

Durante o evento, que aconteceu no dia 21 de junho, alguém disse que “o sujeito que escreveu os textos criticando a subvenção para a “Marcha Para Jesus” não serve sequer para ser síndico de um prédio”. Acreditamos que essa afirmação tem como origem, a ideia que alguns têm de que o eu serei candidato a algum cargo eletivo nas eleições municipais de 2016 (essa expectativa se arrasta desde 2008). Se você pensa assim eu deixo um alerta: você está perdendo seu tempo!

Está perdendo tempo porque, realmente, eu não sirvo para ser síndico, sobretudo se o prédio em questão for a cidade de Rio Bonito, uma construção velha, que precisa trocar com urgência a instalação elétrica, hidráulica, o telhado, os rebocos, pisos etc. Eu acrescento que entre as reformas urgentes desse prédio chamado Rio Bonito, está uma atenção especial àquele setor que tem comercializado a devoção das pessoas e faz da fé alheia um mercado próspero e muito lucrativo.

É claro que tem muita gente bem intencionada por aí, mas esses “gente boa”, para não perder o título de “gente boa”, preferem não ingressar nas fileiras daqueles discordam da mercantilização que tem sido feita com o nome de Jesus. Pensemos nisso!

sábado, 19 de julho de 2014

Preso com drogas e liberado

Flávio Azevedo 
Policiais militares prenderam nesse sábado (19/07), um jovem de 21 anos sob a acusação de tráfico de drogas. Ele portava droga e dinheiro. O jovem foi detido na Praça B. Lopes, em Rio Bonito. Na 118ª DP (Araruama), para onde o jovem foi levado, após fazer o registro, o delegado qualificou o moço como “usuário de drogas” e o liberou. 

Afinal de contas, se a lei há muito tempo está liberando o usuário (o que nem sempre é verdade), porque o governo não libera logo essa desgraça? Por outro lado, será que as temidas, cocaína e maconha, são realmente muito piores que a bebida alcoólica? 

Outras perguntas: por que se drogar com álcool é permitido e com as outras drogas não? Será realmente preocupação com o povo a verdadeira razão para a criminalização das outras drogas? Liberar significa legalizar e legalizar significa pagar impostos sobre a respectiva atividade. Ou seja, não seria essa (perder dinheiro para o governo), a verdadeira razão para manter a criminalização da droga?

Vale a discussão! Mas, por favor, esqueçam o senso comum!

Atenção ‘buxas’-sacos dele e dela!

Flávio Azevedo

Em 2009, o governador Sérgio Cabral observa a assinatura do convênio entre Município e Estado, com os seus respectivos representantes, Mandiocão e Pezão.
Não foram poucas as vezes que eu falei e escrevi que o ex-prefeito Mandiocão foi levado no bico, quando sob a contemplação de Cabral, ele e o então secretário estadual de Obras, Pezão; assinaram um tal convênio para o asfaltamento de 29 km de ruas em Rio Bonito. Isso aconteceu em 14 de outubro de 2009, época que Cabral e Pezão se preparavam para a reeleição.

Na Praça da Bandeira, onde a solenidade aconteceu sob vaias dos topiqueiros, eles falaram em pavimentar a Jacuba, o Green Valley, o Cajueiros etc. Pois bem, sempre que eu escrevia isso, os ‘buxas’-sacos de Mandiocão ficavam bravos comigo e diziam que eu era cabo eleitoral de Solange (rsrsrsrs).

Agora, o mesmo governo do estado veio a Rio Bonito e, outra vez, assinou, no último dia 30 de junho, um tal convênio para asfaltar ruas que já haviam prometido fazer em outubro de 2009. Novamente eu volto a dizer que as chances do governo municipal ser levado no bico é grande. Baseio a minha impressão na história que eu acabei de contar. O interessante é que quando eu digo ou escrevo isso, os ‘buxas’ sacos de Solange dizem que eu sou cabo eleitoral de Mandiocão (rsrsrs).

A verdade ‘buxas’ sacos, é que eu não sou tapado e sei fazer uso do meu cérebro! Espero que, sobretudo os ‘buxas’ sacos de Mandiocão, tenham aprendam a lição, já que nesse sábado (19/07), o ex-prefeito José Luiz Mandiocão, assumiu publicamente que sim ele foi levado no bico pelo ex-governador e disse mais. Segundo o ex-prefeito, "a pedido da cúpula do governo do estado, o então coordenador de Defesa Civil Márcio Garcia, foi exonerado. O pedido da cúpula Cabral era uma retaliação ao fato de Márcio ser um dos líderes das manifestações dos Bombeiros por melhores salários"!

Sendo assim, quando eu escrever ou disser alguma coisa, por favor, usem o cérebro para depois comentar, seja esse comentário contrário ou favorável!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Portal dos Procurados lança cartaz de integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de sítios e fazendas

O Portal dos Procurados lança hoje dia 17/07, cartaz com recompensa de R$ 1mil reais, por cada, por informações que levem a prisão dos irmãos Milton Rodrigo Caetano, o RD e Bruno José Caetano de Moraes. Eles fazem parte de uma quadrilha especializada em roubar sítios e fazendas  na Região das Baixadas Litorâneas, no Rio de Janeiro.

Em 2010, a quadrilha teria assaltado uma fazenda no distrito de Amparo, em Nova Friburgo. Eles também teriam roubado a fazenda Nossa Senhora Aparecida, no bairro Ponte Preta, em Barra do Piraí, no dia 13 de dezembro de 2009. É atribuída ao grupo, a responsabilidade de outro roubo a uma propriedade rural no dia 28 de abri de 2010, na Vila Principal, em Barra Mansa. A quadrilha já teria praticado vários roubos a propriedades rurais de Rio Claro a Valença, no período de um ano e meio.

Eles também estão sendo procurados pela policia, acusados da invasão ao sítio de propriedade do deputado estadual Paulo Melo, na noite do dia 21 de junho de 2014, no município de Rio Bonito.  

Milton e Bruno foram apontados por testemunhas como os autores do assalto. Um terceiro integrante do bando, João Sérgio Cabral Neto, 26 anos, teria participado da ação dirigindo o veículo que os criminosos usaram durante o crime. João foi morto durante uma operação da 119ª, 89ª e CORE, no dia 24/06, em Engenheiro Pedreira.

Em novembro de 2010, Bruno foi preso pela delegacia de Barra Mansa, indo cumprir pena na Cadeia Pública Paulo Roberto Rocha. Em 08/03/2013 ganhou o direito de regredir ao sistema semiaberto, indo para o Instituto Penal Edgard Costa. Porém no dia 23 de março do mesmo ano, ele saiu e não mais retornou ao sistema carcerário, e atualmente encontra-se na condição de Evadido do Sistema Penitenciário.

Em desfavor de Bruno José Caetano de Moraes, constam 8 (oito) mandados de prisão, expedidos por diversas Varas Criminais, pelos crimes de Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), incisos I e II, e V (3x), n/f do art. 69, ambos do CP. Ele também possui anotações criminais e ocorrências policiais por: roubo no interior de propriedade rural, roubo de veículos e roubo a residência.

Milton Rodrigo Caetano já foi condenando a 11 anos de reclusão, pelo crime contido no artigo 33 C/C artigo 40, artigo 288 e artigo 16, com julgamento transitado em junho de 2009. Contra ele ainda constam 21 (vinte um) mandados de prisão, expedidos por diversas Varas Criminais, pelos crimes de: Tráfico de Drogas e Condutas Afins com Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas, Posse Irregular de Arma de Fogo de Uso Permitido, Receptação (Art. 180 - Cp) e Quadrilha ou Bando (Art. 288 - CP), Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), Crime Continuado (Art. 71 - Cp).  Ele também possui anotações criminais e ocorrências policiais por: roubo no interior de propriedade rural, corrupção de menores, roubo seguido de lesão corporal, roubo de veículos e roubo a residência.

Todas as informações recebidas no banco de dados do Disque-Denúncia estão sendo enviadas para a 119ª DP – Rio Bonito e 89ª DP – Resende, que estão encarregadas da investigação.

Quem tiver alguma informação a respeito da localização dos acusados, pode enviar mensagens de texto, fotos ou vídeos para o WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou também pode ligar para o Disque-Denúncia (21) 2253-1177. Em ambos o anonimato é garantido. Denuncie a localização de criminosos e ajude a manter a Paz no Rio. 

Assaltantes de ônibus presos em Rio Bonito

Flávio Azevedo 
Policiais militares prenderam por volta das 23h30min, dessa terça-feira (14/07), dois marginais que haviam acabado de assaltar um ônibus da empresa São Geraldo. O coletivo fazia a linha Rio Bonito/Nova Cidade, que faz seção em Parque Andréa, quando os bandidos entraram no veículo. Eles apresentaram um “facão” e anunciaram o assalto. Depois de roubar o dinheiro, a dupla desapareceu na altura do Boqueirão.

Informados do ocorrido, policiais militares patrulharam a área em busca dos marginais. A dupla foi encontrada, capturada e o dinheiro foi recuperado. De acordo com o registro da 119ª DP (Rio Bonito), eles são Ipojucan da Conceição Cardoso e Mateus Oliveira da Silva.

Rio Bonito ganha “Novo Jornal”

Flávio Azevedo
Eu quero cumprimentar o comunicador Tarquíneo Freire Ribeiro, pelo lançamento do “Novo Jornal”, veículo de comunicação lançado por ele essa semana. A primeira edição já circula nas ruas de Rio Bonito. Classifico Sr. Tarquíneo como comunicador, pela história que ele tem na Comunicação de Rio Bonito. Os mais novos só o conhecem como Tarquíneo do jornal Ascirb.

Contudo, os mais experientes e estudiosos da historia de Rio Bonito sabem que, em seus 83 anos, Sr. Tarquíneo sempre atuou, e com destaque, na imprensa escrita e falada; foi vereador do município (no tempo que vereador não tinha salário); exerceu a função de secretário municipal; foi candidato a prefeito de Rio Bonito (quase foi eleito); sempre esteve ligado ao movimento lojista; e foi proprietário da Lanchonete Brasília, estabelecimento que com o “Bar do Honesto”, a “Gruta Tupi”, a loja “A Favorita”, entre outros, integra a história comercial do município.

Para mim é uma honra participar da primeira edição do “Novo Jornal” (foto), onde eu respondi questionamentos sobre a minha saída da Secretaria Municipal de Comunicação de Rio Bonito.

No seu editorial, Sr. Taquíneo diz que “fazer jornal no interior é uma temeridade”. Eu acrescento que só se muda esse cenário com a fundação de novos jornais, sendo assim, que outros veículos de comunicação apareçam, porque o fortalecimento da democracia está diretamente ligada a liberdade de expressão e livre opinião.

Parabéns Tarquíneo!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Chuvas podem alagar creche recém-inaugurada em Rio Bonito

Flávio Azevedo 
A Prefeitura de Rio Bonito inaugurou nessa segunda-feira (14/07), a Unidade de Educação Infantil Maria Nazareth Santos Mello. O prédio, alugado, fica localizado na Rua Antenor Marmo, nº 664, no Centro. Não há quem discorde da homenagem feita a essa importante personagem da Educação de Rio Bonito. Também não há como criticar a criação de uma creche, já que a própria secretária de Educação, em várias oportunidades, afirmou que cerca de 2 mil crianças do município não tem acesso a creche. O tema também já foi discutido nas sessões Legislativas e nos fóruns da Agenda 21.

Todavia, os festejos; o contentamento com a conquista; e a expectativa positiva para os bairros que também serão beneficiados com uma creche (Boqueirão, Serra do Sambê, Marajó, Cajueiros e Parque Indiano,); infelizmente, não apaga a imagem que vemos nessa foto, que foi feita durante uma chuva mais intensa. A casa que aparece inundada no fim da rua é a que, hoje, recebe a creche Nazareth Mello.

Contar que a saudosa professora de onde estiver, no seu papel de patrona da unidade, estará intercedendo para que as chuvas não sejam tão torrenciais para não alagar a creche, nos parece um pouco demais. Errou a Secretaria de Educação? Bem, se errou, não o fez sozinha, porque errou também os órgãos fiscalizadores, entre eles o Conselho Municipal de Educação, que diante desse e de outros problemas, não se manifesta como deveria.

Vale ressaltar que, junto da Saúde, a Educação é o maior orçamento de Rio Bonito. Sim, a pasta reúne robustos recursos para executar as políticas públicas do setor. Contudo, por uma série de razões pouca coisa é realizada, sobretudo no que tange a infraestrutura, já que segundo um relatório do Conselho que fiscaliza a utilização dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o governo municipal destina quase a totalidade desse recurso à folha de pagamento.

O relatório foi apresentado na Câmara pela vereadora Rita de Cássia, que deixou uma oportuna reflexão: “quase todo o recurso, um valor da ordem de R$ 28 milhões, está sendo direcionado à folha de pagamento. Por isso não sobra dinheiro para fazer a manutenção das unidades escolares do município”. Ela acrescenta: “o curioso é que apesar desse direcionamento para a folha, a falta de professores na rede é flagrante e a categoria continua tendo baixíssima remuneração”.

Com a palavra, os órgãos competentes!